Noticias Mentallux

05/30/2009

Na sequência do post anterior…. “Go with Love”

Filed under: Lei da Atracção — Etiquetas:, , — mentallux @ 11:31 am

I had to smile at Abraham’s response to the scary rollercoaster of economic news people are facing these days. “Chill out and go to work!” It’s a great way of reminding us to take a deep breath and focus on what’s really important. Here’s something to think about: There are no times of financial crisis. It’s just the way the world is, and you always have a choice about how to react to it. Don’t listen to negative news and don’t be consumed by the worry, the fear, the anxiety, and the anger. Go within and know that you don’t need another penny to have a fulfilled and happy life. To believe that you need what you don’t have is a definition of insanity, according to my friend Byron Katie. Go within your own heart and don’t allow yourself to be brought down by the negativity.

There are only two emotions—fear and love. Go with love. Love yourself, love God, and know that you have within you the capacity and the power to weather through all times, not only to weather through but to make them work for you, and to turn them around. If enough of us begin to act and believe and live this way then negativity and fear will no longer be part of our consciousness. You can live peacefully even when there is tumult around you. Just know that you have the power to weather anything.

Namaste,

Wayne

Blog do Dr. Wayne W. Dyer.


“Você precisa mais dinheiro.”

Filed under: Coaching — Etiquetas:, , , , — mentallux @ 9:34 am

Isso é verdade?

A Byron Katie explica!

05/25/2009

A Happy Pocket Full of Money

A Happy Pocket Full of Money

A Happy Pocket Full of Money

O seu guia pessoal para a consciência de abundância.

Experienciar riqueza, abundância e felicidade infinitas – aqui, agora, na idade de ouro da humanidade.

Tudo o que precisa para ser extremamente rico e feliz está dentro de si, e nada no seu exterior o pode parar.

“Existe uma ciência para ficar rico, e é uma ciência exacta, tal como álgebra ou aritmética…” – Wallace D. Wattles

Neste momento, quando a mais poderosa economia mundial está em recessão e os mercados mundiais estão turbulentos, é sábio regressar ao básico e ver o que está a correr mal. Foram os riscos inatos dos derivados e outros instrumentos financeiros complexos? Ou a instabilidade do mercado da habitação e dos empréstimos? Ou talvez a ganância de uma horda de executivos poderosos?

Uma coisa é certa: algo está definitivamente errado. Talvez seja a forma como as pessoas olham para o dinheiro, em primeiro lugar. Muitos acreditam que o dinheiro em papel é real, que ele carrega em si o poder de compra actual. Mas de facto é apenas um cuidado legal -quase uma educada frase para ficção legal – e é apenas um símbolo inventado que permite convenientemente a troca de produtos e serviços

Esta insistência em  ir para além das aparências e entrar na natureza real das coisas é um dos principais guias em Happy Pocket Full of Money: Your Quantum Leap into the Understanding, Having, and Enjoying of Immense Wealth and Happiness, um livro de David Cameron Gikandi. O subtítulo é mais do que uma forma de falar – este livro mostra como as descobertas recentes da física teórica são relevantes na criação da riqueza pessoal.

Usando uma aproximação gradual e explicando numa linguagem simples, este livro discute estes pensamentos fascinantes e deixa os leitores verem como o acto de observação pode realmente afectar o que eles observam – uma visão profunda com muito mais influência naqueles que querem criar riqueza.

Fonte aqui.

05/22/2009

Ser Livre

Filed under: Coaching, EFT, Física Quântica, Lei da Atracção, Um Curso em Milagres — Etiquetas:, , , — mentallux @ 10:37 pm

O blog Ser Livre está com um novo rosto, novidades sobre coaching e libertação emocional.

Aproveite e descubra formas criativas de fazer brilhar o seu tesouro pessoal!

O menor oferecimento que voce pode dar

Citação Abraham – O menor oferecimento

E você não pode oferecer a ninguém algo que seja menos vantajoso para eles do que os ver como eles se sentem e como eles estão tentando fazer com que você os veja.

As pessoas argumentam suas limitações o tempo todo. Elas dizem “isso não está bem” e você tenta animá-las e, quanto mais você tenta animá-las, mais elas tentam lhe convencer de que você não deveria estar tentando animá-las.

E a tentativa não deliberada delas em tentar arrastar você para o abismo é tudo o que elas sabem fazer agora. E se você for lá, você deixará seu Ser Interior para trás.

E então você estará lá, chafurdando no desconforto com ela e, então, você fica ressentido com elas, porque você se sentia melhor antes de tentar ajudá-las.

Assim, você finalmente entende que não pode ajudar ninguém até que esteja se sentindo bem.

E, oh, eis o brilhantismo! Quando você está se sentindo realmente bem e elas estão se sentindo realmente mal, você pode não ser o indicado para ajudá-las. Porque as suas vibrações estão bem diferentes.

Então, você apenas se mantém olhando-as conforme as vê e sabe que alguém ao longo do caminho, alguém que se sente um pouco melhor do que elas, as guiará um pouco; e, então, alguém que se sente um pouco melhor que elas os guiarão; e, então, alguém que se sente um pouquinho melhor agora as guiarão…

Aí, logo, elas estarão numa vibração proxima à sua e então você sentirá a exaltação com elas!

[Abraham]

Do seminário em San Antonio/USA em 21/Abr/2007
Enviado para AbeQuotes em 05/Jun/2007
(the least advantageous offering )
Tradução: Luciene Lima, Sao Paulo, SP, Brasil

Publicado em Lei da Atracção

05/19/2009

O Trabalho

Filed under: Coaching — Etiquetas:, , , , , — mentallux @ 11:31 am

Questionar todos os nossos pensamentos, todas as verdades interiores que temos como certas é um dos passos imprescindíveis para abraçar a liberdade na plenitude.
Podemos tentar encontrar novas verdades, substituir pensamentos, alterar atitudes, mas até encontrarmos dentro de nós um lugar onde tudo isso não significa nada, onde apenas existe amor e tudo aquilo que vivemos é apenas para expressar esse amor, a paz interior pode não ser plena e completa.
É verdade que o nosso pensamento é a origem de tudo o que vemos, experimentamos e vivemos. O poder do nosso pensamento é deixado de lado em muitas culturas, é completamente ignorado noutras, mas estamos a chegar a um ponto onde a sua importância está a ser reclamada, onde o poder do ser humano está a ser recuperado na lembrança de quem somos e das ferramentas que temos para expressar este amor e energia divina.
Uma das formas de questionar os nossos pensamentos que é útil e bastante profunda é o “TheWork” de Byron Katie .

*GUIA PARA FACILITAR
O TRABALHO DE BYRON KATIE
As quatro perguntas, sub-perguntas e inversões

Use as quatro perguntas e sub-perguntas seguintes quando forem apropriadas, com o conceito que você está trabalhando. Enquanto está respondendo as perguntas feche seus olhos, acalmese, aprofunde-se enquanto contempla. O Trabalho pára de funcionar no momento em que você pára de responder as perguntas.

1. Isso é verdade?
– A resposta é um “sim” ou um “não”.
– Se a resposta é não, vá para a pergunta #3.

2. Você pode saber com absoluta certeza que é verdade?
Ainda que a resposta seja “sim”, por
gentileza, vá para a pergunta #3.

3. Como você reage, o que acontece, quando você acredita nesse pensamento?
– Descreva o que acontece no seu corpo quando você acredita nesse pensamento.
– Descreva quanto do seu corpo fica dominado por esses sentimentos.
– Esse pensamento traz estresse ou paz para sua vida?
– Como você trata esta pessoa, você mesmo(a) e outros quando você acredita nesse pensamento?
– Quais vícios/obsessões começam a se manifestar quando você tem esses pensamentos? (Você recorre ao álcool, ao cartão de crédito, à comida, ao controle remoto da TV quando tem este pensamento?)
– Para onde viaja sua mente (passado e/ou futuro) quando você acredita nesse pensamento? Descreva as imagens.
– No assunto de quem você está, quando tem esse pensamento?
– O que você ganha quando se apega a essa crença? Descreva a dor, se houver.
– Te amedronta pensar no que poderia acontecer se você não acreditasse mais nesse pensamento? (Mais tarde investigue essa lista de temores.)
– Onde e quando este sentimento te ocorreu pela primeira vez?

4. Quem você seria sem este pensamento?
– Feche seus olhos. Descreva a vida sem este pensamento.
– Quem você seria sem a sua história?
– Deixe sua história de lado por um momento e descreva o que você vê.

Faça a inversão do pensamento.
As afirmações podem ser invertidas para você mesmo(a), para o/a outro(a), para o oposto e, às vezes, com outras variações. Quando se trata de um objecto, você pode substituir o objecto por ”minha maneira de pensar” ou “meus pensamentos”, sempre que você sentir que é apropriado. Encontre, pelo menos, três exemplos genuínos na sua vida em que a inversão seja tão ou mais verdadeira que a afirmação original.

Você vê algumas outras inversões que sejam tão ou mais verdadeiras?*

*Este guia é fornecido no site The Work.

Como é que podemos usar este “trabalho”?
O trabalho é para ser usado em características de outras pessoas ou do mundo que nos incomodem, em crenças pessoais, em pensamentos que temos sobre os outros e o mundo.
Muitas vezes, aliás, normalmente, vivemos incomodados com o mundo à nossa volta, temos sempre algo que não aceitamos, que não gostamos, que nos irrita e deixa mal dispostos.
Com o The Work podemos aprender a aceitar a nossa realidade como ela é e a compreender a um nível muito profundo o porquê de atrairmos pessoas e situações para a nossa vida. A inversão final faz-nos deparar com o nosso lado “sombra”, aquele lado completamente natural e normal que não gostamos de aceitar e admitir.
É nesta última parte que compreendemos que o mundo que experienciamos é apenas um reflexo do nosso mundo interior, um reflexo directo das nossas crenças e pensamentos.

Um caminho surpreendente para começarmos a encontrar um equilíbrio nos relacionamentos pessoais e no nosso relacionamento com o mundo!

Texto de Ângela Vieira

Um fluxo de consciência….

Uma parte de uma entrevista muito interessante sobre a lei da atracção, as leis da criação e um ponto muito interessante, o facto de sermos todos um. Uma explicação interessante e fácil de compreender com a mente aberta!

05/18/2009

Marianne Williamson

Filed under: Um Curso em Milagres — Etiquetas:, , — mentallux @ 2:59 pm

Marianne Williamson é estudante de Um Curso Em Milagres há muitos anos e autora de livros onde transmite a sua perspectiva sobre o curso, e acima de tudo sobre os Milagres de Amor que podem acontecer na nossa vida.

Faz palestras sobre esta Visão libertadora e amorosa da Vida!

Podem encontrar o seu trabalho no seu site oficial e alguns vídeos no Youtube.

Aqui fica um, bastante inspirador.

05/17/2009

Palestra

Um novo evento foi adicionado à secção de Workshops.

Aproveite esta oportunidade!

05/14/2009

Homeos

Filed under: Coaching — mentallux @ 3:39 pm

Temos mais uma novidade no nosso portal!

Desta vez sobre o espaço Homeos, veja aqui!

Visite o Mental Lux e Inspire a Sua Vida!!

Older Posts »

Site no WordPress.com.